Como aumentar o capital de giro com autofinanciamento

Todo mundo que começa a estudar um pouco mais sobre o mercado e tem interesse em abrir um negócio acaba ouvindo falar no capital de giro.

O capital de giro é um elemento central para a sobrevivência de uma empresa, mas não é tão fácil de conseguir num primeiro momento. E é justamente por esses motivos que vamos falar agora sobre como aumentar o capital de giro com autofinanciamento.

Confira algumas dicas aqui nesse post e coloque-as em prática para beneficiar o seu negócio!

Como manter o capital de giro na sua empresa?

O capital de giro é o dinheiro que a empresa precisa para movimentar os negócios. É justamente o que garante o funcionamento da mesma por um determinado período de tempo.

Uma empresa que precisa de um número X de matéria-prima no estoque para produzir ou, até mesmo, de mercadorias, precisa ter um dinheiro para manter esse estoque em dia. Caso contrário, a produção terá uma redução que vai influenciar no lucro.

Mas como manter esse dinheiro sem depender de recursos externos para conseguir manter o mesmo nível de produtividade? O autofinanciamento é uma opção.

De que forma o autofinanciamento pode aumentar o capital de giro?

Autofinanciamento é aplicar os próprios recursos nas operações da empresa sem recorrer a dinheiro externo. Trata-se de uma prática mais saudável para as finanças do que optar pelas linhas de financiamento.

Pagar as próprias contas e garantir as operações com o próprio dinheiro é tudo o que um negócio precisa. Mas como fazer esse autofinanciamento?

Primeiramente, é preciso entender que o autofinanciamento requer mais cautela e paciência, uma vez que cada investimento deve ser pago pela própria empresa. Portanto, isso significa ter que adiar certos ajustes até o capital de giro alcançar um valor seguro.

Leia também  Conheça a importância da administração da produção em uma indústria

Para conseguir alcançar isso, é preciso aumentar sempre o capital de giro. Dessa forma, além de suprir a necessidade do negócio sem precisar recorrer a outras fontes de financiamento, o negócio está sempre preparado.

Aumentar o capital de giro é garantir que toda a quantia que você precisa para manter o negócio e financiar as operações no intervalo entre o pagamento aos fornecedores e o recebimento das vendas venha da própria empresa.

Mas para conseguir isso, algumas práticas devem ser levadas em conta. Confira algumas a seguir!

  1. Negociar prazos menores com os clientes para diminuir o tempo entre o pagamento e o recebimento;
  2. Facilitar o pagamento à vista, o qual é bastante vantajoso para o autofinanciamento;
  3. Reinvestir o lucro para ganhar capacidade financeira;
  4. Fazer cortes e reduzir despesas de forma inteligente.

O ideal é priorizar esse tipo de gestão financeira, de modo que não se dependa de recursos de fora para segurar as pontas entre o pagamento e o recebimento. Assim, você força a sua empresa a entrar no eixo e consegue ter muito mais controle sobre os seus recursos.

Esforçando-se para colocar essas ações em prática, você terá muita chance de obter êxito com o autofinanciamento, gerando um aumento a médio e longo prazo do capital de giro da sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *