Conheça mais sobre um sistema ERP para indústrias

Os sistemas ERP estão em constante crescimento nas indústrias. Muitas empresas preferiram não perder tempo e já adotaram essa tecnologia a fim de usufruírem dos seus benefícios e obterem vantagem competitiva no mercado.

Para quem não sabe ainda qual é a função desse sistema para uma empresa, criamos este material completo para explicar como funciona um sistema ERP e porque ele é importante para a indústria.

Empresas que precisam de uma mudança significativa na gestão podem e devem conhecer essa alternativa. Veja a seguir o que você precisa entender sobre Enterprise Resource Planning, o ERP!

O que é um sistema de ERP?

Essa sigla representa um sistema de gestão que cuida de todas as operações que a indústria realiza em sua rotina. As ferramentas que esse sistema oferece controlam as operações tornando-os mais estruturados, passíveis de análise e com mais eficiência.

Vale destacar aqui que o ERP tem uma base de funções fixa que engloba atividades básicas de gestão, oferecendo módulos integrados entre si mas que podem ser inseridos individualmente, de acordo com as demandas de cada indústria.

Isso o torna um sistema com grande capacidade de adaptação a diferentes realidades, atraindo negócios de diferentes modelos para essa ferramenta.

Como funcionam os módulos do ERP?

O ERP oferece módulos justamente para permitir a customização do sistema e criar possibilidades mais flexíveis para a indústria criar o seu próprio modo de trabalhar. Isso varia de acordo com o nicho de mercado que a indústria faz parte, com o porte da empresa, dentre outras variáveis que impactam na rotina e nas operações.

Do ponto de vista financeiro, o sistema modular também oferece vantagens, uma vez que a empresa só paga aquilo que usa. Assim, em vez de investirem em sistemas de alto custo, elas investem em novos módulos sob demanda, sem deixar a desejar em termos de funcionalidade.

Leia também  Análise competitiva para indústrias: por onde começar?

A indústria requer operações em frentes distintas: relacionamento com clientes, cadeia de produtividade e suprimento de estoque com matéria-prima.

Esses dois grandes pilares precisam, portanto, de processos e operações bem alinhados, com eficiência e controle constante. Diante disso, podemos destacar módulos importantes que esse tipo de software ERP precisa. São eles:

  • comercial;
  • financeiro;
  • manufatura;
  • suprimentos;
  • custos; e
  • administrativo.

A partir de cada um desses módulos do sistema ERP para indústrias, a empresa passa a ter em mãos funções completas para estruturar e melhorar suas operações. Vale ressaltar aqui que são ferramentas integradas e, com isso, geram insights e facilitam as tomadas de decisões.

Esse conteúdo despertou o seu interesse em conhecer de perto um sistema ERP para indústrias? Dê o seguinte passo: solicite uma demonstração do sistema Pro Manager ERP da Proxsis e veja com seus próprios olhos o que ele pode agregar à sua empresa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *