Manutenção preventiva na indústria: conheça 4 dicas para pôr em prática

Como já dizia o ditado, “prevenir é melhor que remediar”. Ao fazer a manutenção preventiva na indústria, além de poupar dinheiro com problemas futuros no maquinário, também evita acidentes com os funcionários, algo que pode causar prejuízos incalculáveis e sérios problemas judiciais.

Outra vantagem em fazer a manutenção preventiva na indústria é que você consegue trocar algumas peças já desgastadas antes que todo o maquinário fique prejudicado. Assim, há muitas vantagens em fazer uma manutenção preventiva.

Mas como fazer isso na prática? Listamos abaixo as principais dicas sobre o assunto para que você possa começar hoje mesmo!

  1. Faça um mapeamento dos equipamentos

Antes de começar a manutenção, o primeiro passo é fazer um mapeamento, ou seja, saber quais são as máquinas que você tem na sua indústria, a localização de cada uma delas, o tempo que elas têm de operação, a expectativa de vida, se ainda estão dentro do prazo de garantia, entre outros fatores.

  1. Faça um balanço

Agora que você já tem as informações sobre o seu maquinário em mãos, é possível saber mais informações sobre cada uma das máquinas e fazer um balanço. Por exemplo, uma máquina que já está há muitos anos em uso e que já passou por diversas manutenções, pode valer mais a pena comprar uma nova e colocar para vender a atual antes que perca totalmente o valor de mercado.

Outros pontos a serem avaliados é se a máquina está dando conta da demanda ou será será suficiente para ampliar a produção e também qual será o custo de manutenção para cada uma delas.

  1. Comece a fazer o planejamento

Com essas importantes informações em mãos, você já tem condições de montar um planejamento para fazer a manutenção preventiva na indústria. Esse planejamento precisa ser feito e as metas precisam ser traçadas para ter uma maior organização se saber quanto o serviço começará e quando terminará.

Você precisar determinar se a manutenção será feita pelos próprios funcionários ou se contratará uma empresa especializada para fazer o serviço. Também precisa saber quem será o responsável por coordenar as manutenções, realizar o pagamento da empresa e cuidar para que as peças necessárias sejam compradas.

  1. Crie uma rotina de inspeções

Em vez de organizar a equipe para fazer manutenções corretivas, o mais importante é providenciar as manutenções preventivas e organizar a rotina da empresa com elas.

Muitas máquinas possuem no manual de instruções qual é o intervalo de tempo para fazer a manutenção preventiva. Assim, o especialista deverá abrir as máquinas e utilizá-las para saber se elas estão em ordem e analisar quais peças deverão ser trocadas antes que as outras e em quanto tempo.

Lembre-se de que a manutenção preventiva na indústria é mais do que necessário e ela deve fazer parte do planejamento financeiro da empresa. Assim, você precisa estar preparado para pagar uma equipe que fará o serviço e também ter o dinheiro para a compra das peças caso seja necessário.

Quer receber mais dicas como essas e assim melhorar o seu negócio? Então, assine a nossa newsletter!

Leia também  Conheça os principais desafios na gestão do setor metal-mecânico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *